Qual é o papel da igreja em relação à verdade e aos princípios corretos?

Atualizado: Set 14


A Igreja e a Verdade


Além do dever individual que temos de buscar e declarar a verdade, e da responsabilidade que os pais têm de ensinar seus filhos, as igrejas têm a responsabilidade de ser uma válvula de escape da verdade e da luz; para ajudar a preservar o livre arbítrio do homem e combater a falsa propaganda que está sendo promovida no mundo via governo, mídia de notícias, escolas, etc.


Satanás e as pessoas más do mundo procuram destruir a liberdade e o arbítrio do homem. Infelizmente, seus sucessos nesse esforço fizeram com que muitas verdades se tornassem obscuras e impopulares a ponto de haver muitas pessoas que “chamam o mal de bem, e o bem de mal; que colocou as trevas por luz e a luz por trevas; que coloca amargo por doce e doce por amargo!” (Isaías 5:20). O arbítrio é limitado se a verdade não tem lugar na sociedade. Somente com o conhecimento da verdade você pode expandir e aumentar seu arbítrio.


Durante a falsa pandemia, muitas igrejas fecharam suas portas por meses. É provável que isso tenha ramificações espirituais devastadoras. São as igrejas que deveriam estar entre as principais vozes dissidentes dos decretos tirânicos do governo. No mínimo, as igrejas devem estar envolvidas no ensino de princípios corretos a seus membros, para que saibam como discernir o bem do mal quando o encontrarem no mundo.


O papel da religião e da espiritualidade não é apenas salvar as ordenanças e a vida após a morte, mas também o caminho da verdade, moralidade e princípios corretos.

“E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.” (João 8:32)


O profeta Joseph Smith declarou que “o mormonismo é a verdade”:


“O mormonismo é a verdade, e todo homem que o abraçou se sentiu na liberdade de abraçar toda a verdade. Consequentemente, as algemas da superstição, intolerância, ignorância e artimanhas sacerdotais caem de seu pescoço e seus olhos se abrem para ver a verdade...” (Joseph Smith, Times and Seasons, fevereiro de 1840, 1:53, 55–56)



Brigham Young declarou ainda que “Se você pode encontrar uma verdade ... nós a reivindicamos” e “Não há verdade senão o que pertence ao Evangelho”:


“Quero dizer aos meus amigos que acreditamos no bem. Se você pode encontrar uma verdade no céu, na terra ou no inferno, ela pertence à nossa doutrina. Nós acreditamos nisso; é nosso; nós o reivindicamos.” (Brigham Young, DBY, 2)

“O assim chamado 'mormonismo' abrange todos os princípios relativos à vida e salvação, para esta vida e a eternidade. Não importa quem o tenha. Se o infiel tem a verdade, ela pertence ao 'mormonismo'. A verdade e a sã doutrina possuída pelo mundo sectário, e eles têm muitas, pertencem a esta Igreja. Quanto à moralidade, muitos deles são, moralmente, tão bons quanto nós. Tudo o que é bom, amável e louvável pertence a esta Igreja e Reino. 'Mormonismo' inclui toda a verdade. Não há verdade senão o que pertence ao Evangelho.” (Brigham Young, DBY, 3)


A questão é que o Evangelho de Jesus Cristo abrange toda a verdade, e é a obediência aos princípios corretos que permite a uma pessoa progredir nesta vida; para obter mais luz e conhecimento; e ser um discípulo do filho de Deus. A religião existe para ajudar as pessoas a identificar esse caminho, enquanto o mundo tenta obscurecê-lo.


Ezra Taft Benson falou sobre a importância de a Igreja ser unida com base em princípios corretos:


“Há quem queira que acreditemos que o teste final para verificar se um curso está certo é se todos estão unidos nele. Mas a igreja não busca a unidade, simplesmente pela unidade. A unidade pela qual o Senhor orou e que o Presidente McKay fala é a única unidade que Deus honra - isto é, 'unidade em retidão', unidade em princípio.

“Não podemos comprometer o bem e o mal na tentativa de ter paz e unidade na Igreja, da mesma forma que o Senhor não poderia ter se comprometido com Satanás para evitar a Guerra no Céu.”

(Ezra Taft Benson, Nossa responsabilidade imediata)


John Taylor também declarou que nós, como Igreja, devemos estar unidos em princípios corretos e estar do lado certo na defesa da liberdade humana e dos direitos humanos:


“E enquanto outros homens estão tentando pisotear a Constituição, nós tentaremos mantê-la. Temos profetizado algo assim em algum lugar; que chegaria o tempo em que esta nação faria o que está fazendo agora - isto é, eles pisoteariam a constituição e as instituições da nação, e os élderes desta Igreja se uniriam em torno do padrão e manteriam os princípios que foram introduzidos pela liberdade e proteção dos homens. Esperamos fazer isso e manter todos os princípios corretos. Eu vou te dizer o que você verá em breve. Você verá problemas, problemas, problemas o suficiente nestes Estados Unidos...,

Mas que estejamos do lado da liberdade e dos direitos humanos, e da proteção de todos os princípios, leis e governo corretos, e mantenhamos todos os princípios que sejam retos, virtuosos e honrados, e deixemos que o mundo assuma o equilíbrio se quiser, nós não; não quero. Apegar-nos-emos à verdade, Deus sendo nosso apoiador, e tentaremos introduzir princípios pelos quais a vontade de Deus será feita na terra como no céu. E obedeceremos a todas as instituições do homem por amor do Senhor tanto quanto pudermos, sem violar nossas consciências e fazer coisas que são erradas e impróprias.” (John Taylor, Journal of Discourses 26: 156-57)


Existem obstáculos no caminho de todos os buscadores sinceros da verdade. Mesmo as igrejas podem ser consideradas um obstáculo, promovendo falsa propaganda ou ensinando coisas que não são verdadeiras. É importante aprender a identificar os princípios corretos em todos os assuntos e a seguir o Espírito em tudo o que fazemos.


Ezra Taft Benson explicou a importância de evitar o engano:


“Seis dos Doze Apóstolos originais selecionados por Joseph Smith foram excomungados. As Três Testemunhas do Livro de Mórmon deixaram a Igreja. Três dos Conselheiros de Joseph Smith morreram - um até ajudou a planejar sua morte."


“Uma pergunta natural que poderia surgir seria: se o Senhor sabia de antemão que esses homens cairiam, como Ele sem dúvida sabia, por que seu Profeta os chamou para um cargo tão elevado? A resposta é; para cumprir os propósitos do Senhor. Pois até o Mestre seguiu a vontade e a vontade do Pai ao selecionar Judas."


“O Presidente George Q. Cannon também sugere uma explicação ao declarar: 'Talvez seja Seu próprio desígnio que falhas e fraquezas apareçam em lugares elevados para que Seus santos possam aprender a confiar Nele e não em qualquer homem ou homens.'”

“E isso seria semelhante ao aviso de Leí; não coloque sua 'confiança no braço da carne' (2 Néfi 4:34).


É de dentro da Igreja que vem o maior obstáculo. E assim, ao que parece, tem sido. Agora surge a pergunta: permaneceremos com o reino e podemos evitar ser enganados? Certamente esta é uma pergunta importante, pois o Senhor disse que nos últimos dias o diabo 'enfurecer-se-á no coração dos ... homens' (2 Néfi 28:20) e, se fosse possível, ele 'enganará os próprios eleitos.' (Ver Joseph Smith 1: 5-37)


(Ezra Taft Benson, Be Not Deceived , Conferência Geral, outubro de 1963)


Marion G. Romney, na Conferência Geral SUD, falou sobre a importância da verdade e do discernimento:


“Veja, na época em que [Satanás] foi expulso do céu, seu objetivo era (e ainda é) 'enganar e cegar os homens e levá-los cativos à sua vontade'. Isso ele efetivamente faz a todos os que não dão ouvidos à voz de Deus. Seu principal ataque ainda é o livre arbítrio. Quando consegue fazer com que os homens cedam ao arbítrio, ele os tem a caminho do cativeiro."

“Nós, que possuímos o sacerdócio, devemos ter cuidado com relação a nós mesmos, para não cair nas armadilhas que ele arma para roubar nossa liberdade. Devemos ter cuidado para não sermos levados a aceitar ou apoiar de qualquer forma qualquer organização, causa ou medida que, em seu efeito mais remoto, colocaria em risco o livre arbítrio, seja na política, governo, religião, emprego, educação ou qualquer outro campo. Não basta sermos sinceros naquilo que apoiamos. Devemos estar certos!”


(Marion G. Romney, Beware Concerning Yourselves , Conferência Geral, outubro de 1960)


Brigham Young também falou palavras sábias sobre a importância da verdade e do reconhecimento do certo contra o errado:


“Você pode saber se está sendo conduzido certo ou errado, assim como sabe o caminho de casa; pois cada princípio que Deus revelou carrega suas próprias convicções de sua verdade para a mente humana...”


Que pena seria se fôssemos conduzidos por um homem à destruição total! Você tem medo disso? Tenho mais medo de que esse povo tenha tanta confiança em seus líderes que não se pergunte a Deus se é liderado por Ele. Temo que eles se acomodem em um estado de auto segurança cega, confiando seu destino eterno nas mãos de seus líderes com uma confiança irresponsável, que por si mesma frustraria os propósitos de Deus em sua salvação, e enfraqueceria a influência que poderiam dar aos seus líderes se eles soubessem por si mesmos, pelas revelações de Jesus, que eram guiados no caminho certo. Que todo homem e mulher saibam, pelo sussurro do Espírito de Deus para si mesmos, se seus líderes estão trilhando o caminho que o Senhor dita ou não. Esta tem sido minha exortação continuamente.”


(Brigham Young, JD 9, 149-150.)


Conclusão


Embora os indivíduos e famílias não devam negligenciar sua responsabilidade de educar-se nos princípios corretos e de buscar a verdade, qualquer boa religião também compartilha o mesmo dever com seus membros. E embora este artigo cite declarações de líderes da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, deve-se observar que os princípios corretos são universais e se aplicam a todas as boas religiões.


Ezra Taft Benson alertou:


“Infelizmente, alguns homens que não honram suas mordomias podem ter um efeito adverso em muitas pessoas. Frequentemente, quanto maior a responsabilidade do homem, mais bem ou mal ele pode realizar. O Senhor geralmente dá a um homem uma corda longa o suficiente e tempo suficiente para determinar se aquele homem deseja se colocar na presença de Deus ou cair em algum lugar abaixo.”


“Algumas coisas lamentáveis ​​estão sendo ditas e feitas por algumas pessoas na Igreja hoje. Como o Presidente Clark tão bem advertiu: “Os lobos vorazes estão entre nós, de nossa própria associação e eles, mais do que qualquer outro, estão vestidos com pele de cordeiro porque usam as vestimentas do sacerdócio (…) Devemos ter cuidado com eles”.


Às vezes, atrás do púlpito, em nossas salas de aula, em nossas reuniões de Conselho e em nossas publicações da igreja, ouvimos, lemos ou testemunhamos coisas que não estão de acordo com a verdade. Isso é especialmente verdadeiro quando a liberdade está envolvida. Agora, não deixe que isso sirva de desculpa para seus próprios erros. O Senhor está deixando o joio e o trigo amadurecerem antes de purificar totalmente a Igreja. Ele também está testando você para ver se será enganado. O diabo está tentando enganar os próprios eleitos.”


O evangelho e sua pregação só podem prosperar em uma atmosfera de liberdade. E agora, neste período crítico, quando muitos púlpitos estão sendo transformados em canais de propaganda coletivista - pregando o evangelho social e negando os princípios básicos de salvação - é a hora de agir.

(Ezra Taft Benson. Nossa responsabilidade imediata. Universidade BYU. 25 de outubro de 1966.)


Vamos acordar! e levanta-te do pó, sacode os enganos e a forte ilusão do mundo; busque a verdade e a luz, e traga essa verdade e luz para as trevas.



11 visualizações0 comentário